Corrosão Sob Isolamento (CSI)

A porosidade do aço aumenta com o calor e permite que uma excelente aderência seja atingida. Belzona, portanto, desenvolveu produtos ativados por calor que tornam-se menos viscosos com temperatura e penetram em superfícies quentes.

Descubra Mais...

Soluções

O que nos faz diferentes?

Relação Custo-Benefício

  • Uma das características fundamentais dos produtos Belzona para CSI são suas propriedades de cura ativadas por calor, que lhes permitem ser aplicados diretamente em superfícies quentes, minimizando o tempo de inatividade.
  • Os produtos Belzona apresentam alta aderência e vínculo com superfícies preparadas manualmente, superando os desafios tradicionais de preparações de superfície durante a aplicação.

Facilidade de Uso e Segurança

  • Os produtos Belzona são livres de solventes e aplicados a frio, eliminando trabalho a quente, e foram projetados para ser fáceis de usar e o mais seguros possíveis.
    Esta solução é diferente dos sistemas termo-spray pois estes requerem aquecimentos para funcionar, o que implica na necessidade de autorizações especiais de segurança; por exemplo: revestimentos internos de alumínio aplicados por termo-spray (TSA). Belzona oferece uma solução que não requer pré-aquecimento e dessa maneira evita os riscos e problemas associados.

Durabilidade

  • Os produtos Belzona são resistentes à uma ampla variedade de produtos químicos e calor e, além disso, fornecem excelente resistência à corrosão. Belzona também pode oferecer cobertura de isolamento contra intempéries e à prova d’água de longa duração, prevenindo a ocorrência de corrosão abaixo do isolamento.

Por que Belzona funciona?

A porosidade do aço aumenta com o calor e permite que uma excelente aderência seja atingida. Belzona, portanto, desenvolveu produtos ativados por calor que tornam-se menos viscosos com temperatura e penetram em superfícies quentes. Isto resulta em produtos que umidificam a superfície e atingem melhor desempenho de aderência até mesmo em superfícies preparadas manualmente.

Causas

Tubulação e vasos, que operam em temperaturas altas ou muito baixas, são predominantemente cobertas por isolamento para prevenir perda de calor e energia e por questões de saúde e segurança. O problema de Corrosão Sob Isolamento (CSI) no entanto, pode ocorrer tanto em aço carbono quanto em aço inoxidável. Isto é principalmente um resultado do ingresso de água no isolamento térmico na tubulação e vasos, gerando corrosão rápida.

Algumas das causas da presença de água podem ser;

  • Água retida no isolamento durante construção, ex: armazenamento em locais onde existe umidade, aplicação realizada durante tempo ruim.
  • Juntas em revestimentos tradicionais pois elas podem formar uma fraqueza de projeto inerente
  • Danos mecânicos de revestimentos tradicionais
  • Derramamento de líquido em áreas baixas
  • Condensação se há flutuações cíclicas de temperatura
  • Vazamentos no sistema da linha de aquecimento
  • Padrão de fabricação pobre do revestimento protetor

Outros fatores que afetam e aceleram o aparecimento de CSI são íons como cloretos e sulfetos. Sob certas circunstâncias, esses íons podem acelerar a corrosão e gerar formas diferentes de corrosão como corrosão por pites ou corrosão sob tensão fraturante. Esses íons podem ser provenientes do material de isolamento propriamente dito, ou do ambiente local, ex: chuva ácida e decomposição de matéria orgânica como vegetação morta ou derramamentos.

Flutuações de temperatura também exercem um papel importante na severidade da corrosão que ocorre. De forma geral, todas as reações químicas (nas quais corrosão é uma forma) são aceleradas pelo aumento de temperatura.

A pior forma de ataque é uma combinação de temperatura cíclica e a presença de íons, pois isso pode criar um mecanismo de concentração onde a condensação repetida e a evaporação de depósitos líquidos aumentam ainda mais a concentração de espécies de íons nesse ponto de corrosão, acelerando maciçamente a taxa de corrosão.

Estas formas de corrosão são especialmente preocupantes, pois elas são frequentemente imprevistas e não estão à vista até que a falha prematura e potencialmente catastrófica do equipamento ocorra.

Danos Ambientais e Questões de Segurança

Perigos de Saúde e Segurança
Superfícies externas e quentes são normalmente revestidas/isoladas por razões de saúde e segurança. Portanto, os locais onde CSI ocorre representam um perigo físico para qualquer pessoa trabalhando por perto. Onde CSI é muito grave, também poderia, eventualmente, causar uma falha catastrófica, como colapso, explosão ou incêndio onde o oxigênio está presente em isolamento saturado com petróleo. Estas são preocupações muito sérias para os empregadores e devem ser tratadas imediatamente para evitar quaisquer danos pessoais.

Perda de Energia
Isolamento é amplamente utilizado não só por questões de saúde e segurança mas também para a conservação de energia. Equipamento sem revestimentos ou isolamento podem, portanto, ser muito ineficientes no uso de energia, pois energia de calor é perdida rapidamente para a atmosfera, criando um custo financeiro desnecessário.

Danos Ambientais e Questões de Segurança
O problema de CSI pode eventualmente causar uma perda de contenção de vaso ou tubulação, que polui o ambiente local e pode eventualmente causar contaminação de água subterrânea.

É claro, portanto, que CSI potencialmente causa problemas significativos e proprietários de indústrias possuem uma grande responsabilidade para garantir que problemas de CSI não sejam deixados sem solução.

Desafios Tradicionais de Manutenção

Reparos convencionais que podem incluir revestimentos tradicionais e reforço ou substituição do equipamento não são comuns, pois esses trabalhos só podem ser feitos em um período de interrupção dispendioso. Reparos in-situ, que podem ser aplicados fora do período de interrupção, seriam a primeira escolha, mas o problema com CSI é que tais reparos são tradicionalmente difíceis de serem completados devido às seguintes razões:

  • Superfícies são muito quentes para aplicar produtos diretamente
  • Há normalmente a necessidade de aderência em superfícies preparadas manualmente
  • Trabalho a quente normalmente não é permitido

É, portanto, essencial para qualquer fornecedor de soluções que tratem todos esses desafios para que este trabalho possa ser aplicado in-situ e fora dos períodos de interrupção planejados.

História

Com mais de 60 anos de experiência, os sistemas e técnicas Belzona permitiram-nos desenvolver compostos de reparo que tratam de problemas de CSI in-situ.

Muitas organizações abragendo uma ampla variedade de indústrias ao redor do mundo beneficiaram-se das soluções Belzona para Corrosão Sob Isolamento ao tratar problemas com:

  • Tubulação
  • Vasos
  • Bocais
  • Unidades de purificação
  • Absorvedores
  • Evaporadores
  • Torres queimadoras
  • Tubos de elevação
  • Isolamento
  • Colunas
  • Linhas de vapor
  • Dutos de exaustão
  • Caldeiras

A eficácia das soluções Belzona para CSI foi comprovada através dessas aplicações, resultando na possibilidade de se evitar custos de substituição e minimizar interrupções, assim como prolongar a vida do equipamento.

Vídeo:

Vídeo de Aplicação Belzona – Corrosão Sob Isolamento